12 fevereiro, 2012

MEU NOME É MULHER



No princípio eu era a Eva
Nascida para a felicidade de Adão
E meu paraíso tornou-se trevas
Porque ousei libertação.
Mais tarde fui Maria, meu pecado redimiria
Dando à luz aquele que traria a salvação
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia, a mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi: Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira , taxista, piloto de avião,
Policial feminina, operária em construção.
Ao mundo peço licença, para atuar onde quiser
Meu sobrenome é Competência
O meu nome é Mulher!!!

(ANONIMO)

2 comentários:

Carlos Rímolo disse...

Minha querida amiga e poetisa Letícia!

Belíssimo poema. Meus parabéns pelo bom gosto.
Beijos de luz!

Poeta Cigano - 22/09/2012

http://carlosrimolo.blogspot.com

Carlos Rímolo disse...

Querida amiga Letícia!!!

Gosto de visitá-la. Acho muito lindo o seu Blog. Aprecio por demais os seus textos. Meus parabéns!

Beijos de luz !

Poeta Cigano - 07/10/2012

http://carlosrimolo.blogspot.com

Seguidores